A fotografia a preto e branco acompanha a vida de Sebastião desde a juventude. Foi quando, “ocupando” a casa de banho da família, começou a lidar com as artes de revelar e ampliar. 

Desde então, a máquina fotográfica faz parte da sua mochila, sempre à mão quando a luz o interpela.

Mais que um passatempo, a fotografia representa para ele o meio de eleição para registar impressões e afectos, numa espécie de “diário de bordo visual”.

Levou alguns anos - “uma travessia do deserto” como a eles se refere - para adaptar-se à era digital e voltar a dominar a fotografia a preto e branco.

Sebastião vive na Costa Vicentina, perto de Sagres, onde trabalha como skipper em barcos de observação de golfinhos e como guia de caminhadas nesta deslumbrante orla costeira.

40 anos de convívio íntimo com o mar fizeram deste o lugar geométrico da sua vida e o tema incontornável das suas imagens.

Exposição em curso:

«Mar Oceano» - EMARP, Portimão - 13.02 | 17.03.2017

Exposições anteriores:

«Mar Oceano» - Centro de interpretação de Vila do Bispo - 2016

«Mar Oceano» - Antigos Paços do Concelho, Lagos - 2015

Colectiva - Real Compromisso Marítimo, Ferragudo - 2015

«Mar Oceano» - Museu da Terra e do Mar, Carrapateira -  2015

«Mar Oceano» - Espaço + , Aljezur - 2015 

«Mar Oceano» - Museu de Portimão - 2014

«Lagos: marítimos e marinhas» Centro Cultural de Lagos, 2007

«Orla costeira de Vila do Bispo» Vila do Bispo, Faro, Aljezur, Portimão, 2001|2004

«Flora algarvia» São Brás de Alportel, Silves, Lagos, Sagres, 1995|1997